[mangá]Yagate Kimi ni Naru ~Cap. 05~… sobre kouhais

Pois sim, Pius. Ainda estou por aqui, mesmo com esse calor sobrenatural que faz nesse momento ¬¬’

O cap. dessa semana é o quinto dessa história, que já é meio clichê, meio previsível, mas mesmo assim, doce e delicada (como gostamos de historinhas assim, não é mesmo, Pius? *-*).

E é claro que a senpai se apaixonou pela kouhai (como costuma acontecer bastante u.u), pelos motivos que só ela mesma entende. Mas é claro que os sentimentos de sua kouhai ainda não são os mesmos, o que impede o acontecimento dessa linda história de amor (ah, que dramático).

Assim, temos, Nanami Touko (a nossa delícia de senpai(que é tudo que uma senpai precisa ser, para ter esse esteriótipo)), e Koito Yuu (a mais normal de todas as kouhais da face do universo (sendo praticamente inexplicável uma menina como a Nanami-senpai se interessar por ela (mas o que nós podemos fazer, Pius? :/)))

Nesse cap. temos as eleições do conselho estudantil, o qual, a nossa querida senpai está concorrendo para presidente (\O). E antes de seu discurso, é claro que ela está super nervosa, mas procura não demonstrar, e é aí, que a prestativa Yuu faz o que kouhais normalmente fazem (são fofos, e atenciosos, e simplesmente apaixonáveis) e leva a Nanami-senpai para tomar um ar. Enquanto conversam, Yuu finalmente percebe o motivo de a senpai gostar tanto dela. E me parece, Pius, que mesmo que ela negue (ou ainda não reconheça os fatos), ela já está retribuindo os sentimentos de sua senpai.

YKnN_cap05_pg17

E mais uma vez, li no dynasty. Mas já é possível encontrar os cap. em português lá no Goki 😀 (não esquecendo de comentar e agradecer, e pedir sempre por novos projetos ;])

Anúncios

[mangá]Out of The Blue! ~Cap. 01 ao 03~ e foi mesmo assim… do nada! *—*

Que coisa mais fofa, Pius! *–*

Como disse, estava fazendo minha visita diária ao Dynasty, quando, do nada, me deparo com esse mangá (na verdade, vi o cap. 03, e li achando que era um oneshot, e gostei, mas na hora que fui organizar meus arquivos aqui, vi que tinha um número depois do nome, e fui verificar, e olha só, é uma série *-* (e pra quem não sabe, Pius, isso é felicidade)).

Continuando, Pius. Tudo nessa história parece mesmo ser uma série de acontecimentos inesperados (desde o primeiro encontro até o desfecho do cap. (tudo tão bem planejado para parecer não planejado (me desculpe, talvez, minha exaltação com a série, mas é que fiquei mesmo boba de ver a historinha, Pius, meio abestalhada *-*))).

Primeiro, temos a estudante transferida da capital, a Risa-chan, que é um exemplo de menina (inteligente, bonita, convenientemente ryca e gentil), mas que (como todos sabem (inclusive ela)) tende a lidar com a hostilidade alheia.
Segundo, temos a aluna delinquente, Kazumi-chan, que vive se metendo em brigas (tipo coisa física mesmo, a bruta) por todo lado, não tira boas notas, não tem amigos.

E daí que começamos a nossa historinha, num belo dia, a Risa-chan está sendo hostilizada, quando de repente, um cone de trânsito irrompe a cena, e a Kazumi aparece pra ‘salvar’ o dia. Dia salvo, tudo muito que bem, e a Kazumi pede ajuda pra Risa, pois precisa fazer uma prova de recuperação, e se não passar, repete o ano. Lógico que nossa querida e meiga e tudo de bom da Risa ajuda sem delongas. E surge uma amizade, coisa que ambas desconheciam.Amizade feita, a Risa se confessa pra Kazumi sem nem perceber, e fica aliviada com isso, pois agora sabe o que estava sentindo. Como a Risa é sua primeira e única amiga, a Kazumi fica meio assim, mas não dá uma resposta em relação a isso.

otb_cap01_pa20

Por causa disso, a Kazumi fica meio paranoica com as atitudes da Risa (entenda, Pius, a Risa é a primeira amiga da Kazumi, e é claro que ela a ama, mas não desse jeito, ela não quer perder o que elas tem u.u), só que a Risa joga limpo, e não quer abusar da Kazumi (aah :/) sem que ela sinta o mesmo, deixa tudo muito claro.

otb_cap02_pa26

E como estamos no terceiro ano, já precisamos nos preparar para os vestibulares da vida, e antes que se torne impossível conciliar o tempo, vamos para a praia no verão *–* e a viagem é mesmo muito produtiva, muito proveitosa.

otb_cap03_pa25

O que nos resta agora, caro Pius, é esperar, pois (pelo que vi) parece que há sempre muito tempo entre o lançamento de um cap e outro :/ será mesmo duro ter que aguardar por essa historinha (a qual  estou mesmo apaixonada *–*).
E como disse, li no dynasty, mas não sei se algum subber brasileiro está trazendo a série para o português.

Vamos fazer diferente.

Pois bem, Pius, vamos tentar fazer a diferença por aqui (e não falaremos de nenhum lançamento hoje u.u).

Não sei se cê sabe, Pius, mas um gênero cada vez mais comum e fácil de se encontrar nas bancas brasileiras é o Yaoi (já são vários os títulos lançados no país). Um ponto para as editoras nacionais (\O/).
Entretanto, o mesmo não se vê com o gênero Yuri. E por mais que queiramos, não parece que essa realidade esteja próxima (*sob*).

Somos fãs de Yuri, todos sabem, e é claro que gostaríamos muito de ver nossos títulos mais amados lançados por terras tupiniquins (quem não adoraria chegar na banca(livraria, etc) e encontrar Girlfriends, por exemplo? *-*). Parece que não somos só nós que pensamos assim! (Pois muito bem, Pius)
Mas é aí, Pius, que a gente encontra gente que tenta fazer a diferença. O pessoal do grupo do facebook, Yuri da Depressão, está fazendo uma petição para as editoras lançarem mangás Yuri no Brasil (Êe!!)
Então vamos fazer a nossa humilde parte, e assinar, pra ver se conseguimos mudar alguma coisa, e quem sabe, esse futuro tão distante e impossível, vire realidade algum dia :3

GF_help